História e Lendas

Os Vikings eram um povo temido por toda a Europa, pois colonizou e saqueou várias regiões entre os séculos 9 e 11. Eram originários da Escandinávia e tinham grandes guerreiros e navegadores. Construiam seus próprios navios, eram fortes e audaciosos conquistadores.

Era um povo cheio de misticismos onde tinham como principal ferramenta o martelo, que além de utilizado em lutas e trabalhos, acreditavam que trazia proteção ao seu proprietário. Sua crença dizia que após a morte iriam para o Valhala, uma espécie de paraíso Viking. Cultuavam diversos deuses, mas também tinham muita fé em sua força e coragem para as conquistas em batalhas.

Panteão dos deuses Viking

Odin era o grande deus que reinava no Valhala e acolhia aqueles que lutavam heroicamente.

Baldur, filho de Odin e Frigg era o deus sol do verão e da beleza masculina.

Frigg, representa a mãe e a fertilidade da terra.

As Valquírias, mensageiras de Odin.

Tyr, senhor do reino dos céus e senhor das guerras.

Thor, deus do trovão, tempestados e raios e tem um martelo como amuleto protetor.

Freya, deusa da fertilidade e sexualidade, protetora do amor e das feitiçarias.

O que se entende é que o Alfabeto Rúnico está associado sempre à rituais e influenciando poderes superiores. A tribo Viking tinha um Xamã que utilizava as Runas em seus rituais de cura e fazia consultas para assuntos comerciais e pessoais.

Com o advento da ‘Idade Média’ e a ‘Santa Inquisição’, tudo o que era diferente da crença Cristã Romana era considerada imprópria, pecaminosa e relacionada a forças inferiores e negativas. O Alfabeto Rúnico também se perdeu neste período e seus escritos foram posteriormente encontrados em rochas e documentos em escavações e antigos alfabetos germânicos utilizados na Escandinávia.

O povo Viking trás até os dias atuais misticismo, heroismo e força para superar os desafios. Vale a pena conferir mais informações em ‘Runas, o que são..’, conhecer cada um dos símbolo em ‘Alfabeto Runico’ e entender como utilizá-las em seu crescimento espiritual através de ‘Leituras das Runas’ e quem sabe fazer uma consulta ao oráculo em ‘Leitura Virtual’.

Que Odin possa acompanhar seus passos!

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *