rainbow, clouds, rain

Correr riscos

Vivendo, Amando e Aprendendo


[..] Se estiver aborrecido, se estiver com medo, se não gostar da vida que leva, saia dessa! Quem disse que você tem que ficar ai? Contanto que o seu coração e sua mente estejam funcionando e o seu espírito animado, pode adotar a vida que quiser. Pode escolher. Crie uma nova. A partir de amanhã as coisas vão ser diferentes. E, depois, faça acontecer, pois só acontece em atos. Falar sobre alguma coisa é apenas o começo. A percepção é apenas a metade da solução. O resto é sair e fazer.

Escolha o modo de vida. Escolha o modo de amar. Escolha o modo de se interessar. Escolha o modo de esperar. Escolha o modo de crer no amanhã. Escolha o modo de confiar. Escolha o modo da bondade. Cabe a você. A escolha é sua. Você também pode escolher o desespero. Também pode escolher o sofrimento. Também pode escolher tornar a vida incomoda para os outros. Também pode escolher o preconceito. Porém, para que? Não faz sentido. É apenas autoflagelação. Mas eu lhe aviso que, se resolver assumir plena responsabilidade por sua vida, não vai ser fácil, e você vai ter que aprender a se arriscar de novo. Risco: a chave da mudança.


Quero ler-lhes isso: “Rir é arriscar-se a parecer bobo” E daí? Muitas vezes digo que as pessoas consideram Buscaglia um doido. Biruta é o que ele é! Mas estou me esbaldando, enquanto a pessoa sensata está morrendo de tédio.

“Chorar é arriscar-se a parecer sentimental”. Não tenho medo de chorar. Choro o tempo todo. Choro de alegria, choro de desespero. [..] Choro quando vejo gente feliz. Choro quando vejo pessoas se amando. [..] Gosto disso, limpa os meus globos oculares.

“Estender a mão aos outros é arriscar-se a se envolver”. Que outra coisa na vida é mais importante do que se envolver? Não me quero postar numa ilha sozinho. [..]

“Mostrar os seus sentimentos é expor a sua humanidade” [..]

“Expor suas idéias e sonhos diante do povo é arriscar a sua perda” Tudo bem. Não se pode acertar sempre. E não se pode ser amado por todos. Sempre haverá alguém que dirá: É um chato! [..]

“Amar é arriscar-se a não ser amado” E isso também pode ser. Você gosta de amar, e não de ter alguma retribuição, senão não é amor.

“Esperar é arriscar-se à dor”. E: “Tentar é arriscar-se ao fracasso”. Mas os riscos têm que ser corridos, pois o maior perigo na vida é não arriscar-se a nada. A pessoa que não arrisca não faz nada, não tem nada e não é nada. Pode evitar o sofrimento e o pesar, mas não pode aprender, sentir, mudar, crescer, viver ou amar. Acorrentado por suas certezas e vícios, é um escravo. [..] Só a pessoa que arrisca é livre.

Trecho retirado do livro “Vivendo Amando e Aprendendo” – Leo Buscaglia

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *